Calendário Terça 24/11/2020 08:11:27






CADASTRE-SE PARA PARTICIPAR

  E-mail:  
  Senha:  
Cadastrar como Usuário!
Cadastrar como Consultor!
Esqueci minha senha!
E-mail de Ativação!
   



Publicidade: Anuncie aqui
 






Atendimento de Emergência
ADMINISTRA AULA DE PRIMEIROS SOCORROS
Biomecânica
Estresse de tensão lei de wolf
Ciclismo
Ciclismo X Emagrecimento
Corrida
Hiit
Corrida
retorno as corridas
Medicina
Artroscopia joelho
Musculação
Variação de exercícios
Musculação
Exercício abdominal vacuum
Musculação
retroversao
Musculação
Pegada no Pulldown
Musculação
Musculação após mastectomia
Treinamento Funcional
Quanto pagar para professor de treinemento funcion

Últimas Consultorias Postadas



ÁREA DOS CONSULTORES - CDOF

ÁREA DOS CONSULTORES

DEVEMOS COLOCAR O TERMÔMETRO DE INFRAVERMELHO NA TESTA ?

   Está circulando na internet um “post” de uma suposta enfermeira australiana, e compartilhados milhares de vezes, que avisa a todos da possibilidade de que o raio infravermelho do medidor de temperatura na testa possa estar afetando a saúde dos indivíduos “testados”, e ainda mais seriamente, estar trazendo danos a pineal (ou epífise), pois está localizada diretamente no centro da testa.
   Devemos antes de tudo ter discernimento e aprendermos sempre a pesquisar tudo que recebemos das redes sociais, para investigar a veracidade do conteúdo e decidirmos o que devemos fazer, e mais seriamente, o que repassarmos para outras pessoas. Levando-se em conta que a tal postagem não tenha um verdadeiro autor, não se sabe o nome da enfermeira, o hospital em que ela trabalha ou de onde ela tenha baseado esta informação, devemos ser cautelosos.
Sabemos que fisiologicamente a pineal (ou epífise), é uma glândula que contribui para a liberação de hormônios como a Melatonina, por exemplo, responsável pelo sono, e produzida em maior quantidade durante a noite, na ausência da claridade. Ela estimula fatores de liberação hormonal, no hipotálamo, sistema límbico e glândula da hipófise e segundo espiritualistas, seria a fonte de conexão com a nossa espiritualidade. Sem dúvida deve, baseado nesses conceitos, ser foco de muita atenção e preocupação da nossa parte, mas se pesquisarmos anatomicamente onde ela realmente se localiza em nossa cabeça, vemos que ela fica no centro do nosso cérebro e na altura entre as duas sobrancelhas e não na nossa testa. Não tem como nos prejudicar, e levando-se em conta que são apenas segundos e na maioria dos termômetros são feitos a 5 cm de distância.
O teste da temperatura nas portas dos estabelecimentos, são orientados a impedir a entrada de pessoas que apresentem a temperatura acima de 37, 8° C. Isso representa uma medida orientada para evitar a disseminação do Covid-19, por ser a febre um dos sintomas da doença. Nesse caso o indivíduo deve estar alerta e procurar um exame mais minucioso.

Mas o que são essas ondas infravermelhas?
  O infravermelho é uma radiação eletromagnética com uma frequência menor que a da luz vermelha e assim não pode ser visível, mas não deve ser confundida com a onda ultravioleta, que pode ser prejudicial a pele, ao contrário, pode beneficiar o tratamento de dores e doenças. E não é uma radiação ionizante, ou seja, não oferece riscos à saúde humana. A luz infravermelha é capaz de captar o calor e persegue essa onda, por isso é utilizada em termômetros e fotografias térmicas, que são utilizadas na medicina, por exemplo.

O infravermelho pode causar câncer ou cegueira nas pessoas?
   Segundo alguns trabalhos científicos, o infravermelho é utilizado em diversos tratamentos, como coadjuvante, para remoção de cânceres, tratamentos de pele e amplamente utilizada no campos da medicina no tratamento cardiovascular, doenças autoimunes, inflamações, dores, reabilitações musculares, desintoxicações através de sauna, ferimentos musculares, e na odontologia, medicina veterinária, etc.

   Embora seja provado a sua eficácia e benefício na saúde humana, alguns trabalhos mencionam cautela, pois o tratamento através dos infravermelhos, ainda não foram conclusivos. Advertem que não devem ser utilizados diretamente nos olhos, e que podem trazer queimaduras de acordo com o comprimento da onda. Em casos de utilização de tratamentos oncológicos e doenças crônicas, não devem ser retiradas as medicações e tratamentos recomendados.

O que dizem os órgãos que regulam os aparelhos?
   Segundo o INMETRO, os termômetros de infravermelho digital medem a energia irradiada pelo individuo, e essa energia é convertida em um valor de temperatura. Essa energia é dependente do local da medição, por exemplo, na testa temos uma indicação de temperatura um pouco maior comparada à superfície exposta do braço ou da perna, em torno de 0,8 ºC. onde foi a mais fidedigna com os de contato. Por essa razão, o usuário deve optar pela testa e deve evitar exposição ao sol ou outra fonte de calor externa e também praticar atividade física antes do teste, a fim do resultado ser verdadeiro. E que os termômetros e marcas devem ter o selo do INMETRO e liberados pela ANVISA, pois precisam estar calibrados. Em alguns casos não medem corretamente então, eles orientam a usar o termômetro de contato para aferição dos aparelhos (o de mercúrio).

   Mas se você ainda está com medo depois disso, não se chateie, nada lhe impedirá de levar seu próprio termômetro de mercúrio e fazer sua própria medição debaixo da axila, no local onde vai frequentar. Isso só vai levar um minutinho. Saúde e paz a todos!

 

Link para o guia completo de uso correto do infravermelho INMETRO


Termos de participação | Política de privacidade | Perguntas mais frequentes

|::::  Cooperativa do Fitness - Todos os direitos reservados ® BH - MG - Na internet desde 05/12/1999 ::::| Construído pela Casa de Bytes