Home |CDOF Responde | Cadastro de Usuários | Cadastro de Consultores|


 

Seg, 26/1/09 21:59

Material de curso de José Carlos Gallo

ANAMNESE - Continuação - (retorno ao Índice)

Desenvolvimento da Obesidade
Hipertrofia das células adiposas: limitada por aspectos biológicos (aumento do tamanho da célula)
Hiperplasia das células adiposas: papel decisivo no aumento da quantidade de gordura, (aumento do número de células)
Período crítico para o aumento de células adiposas: último semestre da gravidez, primeiro ano de vida e estirão do crescimento.

Fumo
Nunca fumou=0
Ex fumante, ou fuma charuto ou cachimbo =1
Fuma menos de 10 cigarros por dia=2
Fuma entre 10-20 cigarros por dia= 8
Fuma entre 21-30 cigarros por dia= 9
Fuma mais de 30 cigarros por dia = 10

Fumaça Fatal
Consumo de...
1-9
...cigarros por dia aumenta o risco de morte por câncer de pulmão em...
4 vezes
Em relação ao não fumante
10-20
10 vezes
21-39
17 vezes
mais de 40
24 vezes
Quanto mais cedo, pior !
O fumante que deu as primeiras baforadas... Antes dos 15 anos ... tem o risco de morte por câncer de pulmão aumentado em... 4 vezes... Em relação ao que começou a fumar aos 25 anos.
Entre 15-19 anos 3 vezes...
Entre 20-24 anos 2 vezes...

Pare logo com o fumacê:
Dez anos depois de largar o cigarro, a probabilidade de um ex-fumante morrer vítima de câncer de pulmão equivale à de quem nunca deu uma tragada.Veja os benefícios a médio, curto e longo prazo:

Tempo de abandono:
Em 1 dia Os níveis de O² e CO² no sangue, voltam ao normal.
Em 2 dias O olfato e o paladar começam a ficar mais aguçados - São comuns acessos de tosse
Em 1 mês a respiração torna-se mais fácil e o sangue circula com mais fluidez pelas veias e artérias
Em 1 ano O ex-fumante recupera 30% da capacidade respiratória que havia perdido. A probabilidade de ter uma doença do coração, causada pelo tabagismo cai pela metade.
Em 5 anos O risco de desenvolver câncer de pulmão é 50% menor
Em 10 anos A probabilidade de um ex-fumante apresentar um tumor pulmonar é equivalente a de um não fumante.
Em 15 anos O risco de um ex-fumante ser diagnosticado com uma doença cardiovascular é o mesmo de um não fumante.

(Fonte: American Heart Association e Instituto Nacional do Cãncer)

Comodidade da vida moderna - Economia de Tempo= mais gordura
Algumas comodidades da vida moderna contribuem paras a proliferação de corpos mais roliços.

Trocar...
uma caminhada de meia hora a passos largos, pelo carro...
...representa um acúmulo de...
10 kg
...em um ano
... a subida de 5 lances de escada pelo elevador...
1,7 kg
...o telefone fixo pelo sem fio...
1 kg


(Fonte: Pontos para o gordo - Alfredo Halpern)

Aterosclerose
Produção de uma placa de substância gordurosa na camada interna dos vasos sanguíneos
*Se o bloqueio for na artério coronária, provoca o infarto do miocárdio
*Se o bloqueio for nos vasos cerebrais acarreta o derrame
*Se for nos vasos sanguíneos dos membros inferiores, provoca a doença arterial periférica

Atividade Física e Lipídios
Triglicerídeos: (glicerol + 3 moléculas de ácidos graxos). Fornece energia para processos metabólicos. É formado através de excesso de glicídios e também sintetizado no fígado.
Colesterol: (produto metabolismo animal). A maior parte de sua síntese ocorre no fígado. Apenas 1/3 é fornecido pela dieta.

Lipoproteínas plasmáticas
Veículos transportadores de lipídios na circulação. Contém colesterol, triglicerídios, proteínas e fosfolipídeos.
Tipos:
VLDL-C (lipoproteína de muito baixa densidade)-
composição: 17% de fosfolipídios, 15% de colesterol, 10% de proteínas, 58% de triglicerídios

LDL-C (lipoproteína de baixa densidade)
composição: 43% de colesterol, 22% de fosfolipídios, 10% de triglicerídios, 25% de proteínas

HDL-C(lipoproteína de alta densidade)
Composição: 30% de fosfolipídios,18 % de colesterol, 49% de proteínas, 3% de triglicerídios


Mecanismos propostos para aumento dos níveis de HDL-C e redução dos níveis de triglicerídios em função do exercício físico.
Maior tempo de vida das particulas de HDL-C
Utilização dos triglicerídios estocados nos músculos
Ação da lipoproteína lipase
Reposição através dos triglicerídios transportados pelo VLDL-C
 
 
Aumento na concentração de HDL-C
Partículos de VLDL-C desfeitas e seus componentes transferidos para o HDL-C
Redução nos níveis plasmáticos de triglicéridios
Pressão Arterial Sistólica
110-119 mmHg (0)
120-130 mmHg (1)
131-140 mmHg (2)
141-160 mmHg (6)
161-180 mmHg (9)
acima de 181 mmHG (10)

Níveis de pressão arterial para adultos de ambos os sexos


Hipertensão arterial no contexto epidemiológico Brasileiro - 1995

Óbitos: 893.877
Doenças do aparelho circulatório: 244.605 (27,36%)
Hipertensão: 17.880 (7,8%)
Doença Cérebro Vascular: 81.632 >> 80% = HA: 65.305
Doença Isquêmica do Coração: 69.906 >>> 40%=HA: 27.962s
Hipertenção Arterial Total:111. 148 mortes (45,44%)

Estimativa de Prevalência de Hipertensão arterial
*13 milhões se considerar cifras de Pressão Arterial - > 160 e ou 95 mmHg
*30 milhões se considerar cifras de Pressão Arterial entre 140-159 e ou 90-94 mmHg

   O sangue circula pelo corpo graças ao efeito impulsor do coração que atua como se fosse uma bomba. Segundo o III Consenso Brasileiro de Hipertensão Arterial, para adultos, consideram-se pressões normais abaixo de 130 mmHg de máxima e 85 mmHg de pressão mínima. Pressões acima de 140/90 mmHg são consideradas elevadas e constituem a hipertensão arterial.
    Na maioria das vezes , não conseguimos saber com precisão a causa da hipertensão arterial, mas sabemos que muitos fatores, tanto endógenos quanto exógenos podem ser igualmente responsáveis.
Fatores Endógenos:
Hereditariedade: Algumas pessoas herdam a predisposição a Hipertensão Arterial, que pode apresentar-se em vários membros de uma família.
Idade: O envelhecimento aumenta o risco da Hipertensão Arterial em ambos os sexos.
Raça: estatísticas mostram que a raça negra é mais propensa a hipertensão arterial que a raça branca.
Peso: A obesidade é um fator de risco à Pressão Arterial.

Fatores Exógenos:
Bebidas Alcóolicas: o uso abusivo de bebidas alcóolicas se associa a hipertensão arterial.
Falta de Exercício: a vida sedentária contribui para o excesso de peso.
Tabagismo: Não é diretamente ligado a hipertensão arterial, porém é um fator de risco em doenças cardiovasculares.
Excesso de sal: Cloreto de sódio pode facilitar e agravar a hipertensão.
Estresse: Excesso de trabalho, angústia, preocupações e ansiedade podem ser responsáveis pela elevação da pressão arterial.

Consequências da pressão alta:
* Derrame cerebral;
* Diminuição da visão por lesões na retina;
* Lesão nas artérias;
* Dano sério nos rins;
* Desgaste acelerado no coração por doenças no cardíacas (infarto, insuficiência cardíaca, arritmias);
(fonte: Ministério da Saúde - CDCD)

Prescrição de Exercícios Para o Hipertenso
Tipo de atividade: caminhada, ciclismo, corrida, natação (aeróbicos)
Intensidade:
geral= 50-80% do VO² máx
Idosos= 40-70% do VO² máx
Exercícios Neuromusculares;
Prioridade para exercícios com baixa a moderada carga;
Devem ser evitados exercícios com importante componente isométrico e/ou com cargas elevadas (desequilíbrio entre o consumo e demanda de O² pelo Miocárdio e maior liberação de K+ para contração muscular)
Influência do exercício físico na Pressão Arterial
Respostas Crônicas: redução na atividade do sistema nervoso central, redução dos níveis de insulina (diminuição da reabsorção do sódio renal e redução na secreção de catecolaminas), substâncias vasodilatadoras na circulação
(ACSM, 1993)

Medicação Anti-hipertensiva
Vasodilatadores - causam hipotensão - fazer um resfriamento mais duradouro.
Beta bloqueadores - causam redução da F.C. - A intensidade deve ser controlada pelas escalas subjetivas.
Diuréticos - causam desidratação - hidratar.
Você tem diabetes?
Não e també não há casos na família (0)
Não, mas há casos na família (1)
Sim, mas estou em tratamento (6)
Sim , mas não está controlado (10)

Tipos de Diabetes:
Tipo 1: Insulino dependente (produção deficientes de insulina)
Efeitos do exercício Físico:
O exercício não tem efeito importante no controle da glicemia. Efeitos sobre os fatores de risco para doenças cardiovasculares.

Tipo 2: Não insulino dependente (intolerância a glicose pelos tecidos)
Efeitos do exercício Físico:
O exercício tem efeito no controle da glicemia. Efeitos sobre os fatores de risco para doenças cardiovasculares.
(fonte: vivolo e col, 1969)
Influência do exercício físico sobre a glicose sanguínea
* aumento no número de fibras musculares oxidativas;
* aumento no número da densidade dos capilares;
* Maior sensibilidade à insulina;
* Maior atividade da lipoproteína lipase no músculo;
* Redução dos níveis de glicose sanguínea

Análise do Fator de Risco Coronariano - Ver teste automático
(Leia também: RISKO - Teste de Índice Coronariano)


Estresse
Todo e qualquer estímulo que quebre a homeostase (estado de equilíbrio orgânico)
Tipos: físico, bioquímico e psíquico
Sintomas:
*Falta de apetite
*Frequência cardíaca basal elevada
*Pressão arterial alta ou baixa
*Diarréia e lesões musculares constantes

Sintomas do estresse psíquico:
*Diminuição da capacidade de concentração e aprendizagem
*Insônia
*Impotência
*Diminuição do libido
*Irritabilidade
*Inapetência

Importância da prevenção
Um estudo realizado por médicos da universidade de Harvard, nos E.U.A, mostra como mudanças no estilo de vida podem ajudar na prevenção primária de doenças do coração.

Ter uma dieta equilibrada +
Não fumar +
Praticar exercícios
regularmente
Redução no risco de 57%
Ter uma dieta equilibrada +
Não fumar +
Praticar exercícios regularmente +
Manter o peso ideal
Redução no risco de 66%
Ter uma dieta equilibrada +
Não fumar +
Praticar exercícios regularmente +
Manter o peso ideal +
Consumir meia taça de vinho por dia
Redução no risco de 83%

Obs: Nem todos os médicos se sente à vontade para sugerir que seus pacientes consumam bebidas alcóolicas .

Guia para Avaliação e participação em Exercícios (ACMS, 1995)

Exame Médico
 
Jovens sem doença conhecida
Idosos sem doença conhecida
Risco aumentado sem sintoma
Risco aumentado com sintoma
Exercícios Leves
Não
Não
Não
Sim
Exercícios Fortes
Não
Sim
Sim
Sim
Presença do Médico
Teste Submáximo
Não
Não
Não
Sim
Teste Máximo
Não
Sim
Sim
Sim


Nota: Todo e qualquer material de cursos ministrados por Gallo, editado e disponível para consulta na Cooperativa do Fitness, foi doado como cortesia pelo próprio autor .

 

 

|::::  Cooperativa do Fitness - Todos os direitos reservados - BH - MG - Na internet desde 05/12/1999 ::::|