Calendário Sábado 23/09/2017 03:09:46






CADASTRE-SE PARA PARTICIPAR

  E-mail:  
  Senha:  
Cadastrar como Usuário!
Cadastrar como Consultor!
Esqueci minha senha!
E-mail de Ativação!
   



Publicidade: Anuncie aqui
 







Resumo de monografia

Resumo enviado em 06/12/2010 15:12:06 por Michelli Stuchi de souza
A influência de jogos cooperativos e competitivos no comprtamentos de crianças de 10 a 12 anos de idade
Resumo:

A sociedade em geral, utiliza-se de recursos benéficos ou não para alcançar seus
objetivos, principalmente seu sucesso pessoal, desde cedo, ainda na escola, a
criança começa a desenvolver sua personalidade, esta que pode ser adquirida pela
influência aprendizagem, ou observação, que formarão suas atitudes e jeito de
viver. Quando na escola, a criança participa somente de competições, é mais
certo que ela cresça com espírito individualista e além do excesso de competição
causar atitudes agressivas, estas promovem a exclusão dos menos habilidosos
durante as aulas, gerando frustrações, retirando o prazer de participar e ainda
é um processo seletivo, o que não condiz com os objetivos da educação física. As
aulas devem oportunizar todos, sem restrições, proporcionando atividades que
despertem a imaginação, criatividade, senso crítico, respeito e cooperação,
contribuindo para a formação de um cidadão humanitário, assim retirando o foco
da descoberta de talentos, de escolinhas desportivas que visam à participação em
competições. A orientação do professor é de fundamental importância no processo
de ensino-aprendizagem do aluno, ele vai estabelecer os limites, objetivar seu
planejamento de acordo com as necessidades de seus alunos, observando-o como um
ser real e não como ideal, avaliando-o em todos seus aspectos, a organização em
grupo, colaboração, participação e evolução, não somente suas habilidades
esportivas ou rítmicas. A educação física não pode ser um espaço para
competições e treinamentos, o que estimula confusões e discussões, com tudo, os
jogos cooperativos surgiram como uma alternativa para minimizar atritos, pois
promovem jogos onde não há competição, colocando o participante como ser
principal e não o resultado final, estes jogos exigem colaboração, cooperação e
integração durante sua execução, o que acaba despertando atitudes de
solidariedade e respeito, além de evitar incidentes que colocam a integridade
física em risco. Os jogos cooperativos permitem a mudança das regras, onde cada
aluno tem a liberdade para criar e organizar, gerando uma convivência, para que
possam ajudar-se mutuamente durante as atividades, estes jogos tendem a diminuir
o comportamento gerado pela competição.


Autor:
  Michelli Stuchi
  michelli.ef@hotmail.com
Instituição:
  particular - Tangará da Serra (MT)
Outras informações:
  


Termos de participação | Política de privacidade | Perguntas mais frequentes

|::::  Cooperativa do Fitness - Todos os direitos reservados ® BH - MG - Na internet desde 05/12/1999 ::::| Construído pela Casa de Bytes