Calendário Sábado 23/09/2017 03:09:56






CADASTRE-SE PARA PARTICIPAR

  E-mail:  
  Senha:  
Cadastrar como Usuário!
Cadastrar como Consultor!
Esqueci minha senha!
E-mail de Ativação!
   



Publicidade: Anuncie aqui
 







Resumo de monografia

Resumo enviado em 01/01/2010 21:33:36 por Mario Roberto Guagliardi Júnior
PREVALÊNCIA HEMISFÉRICA CEREBRAL E PERFIL PSICOMOTOR EM CRIANÇAS PRATICANTES DE GINÁSTICA OLÍMPICA
Resumo:

Desde a mais tenra idade, a criança deve ser incentivada a exercitar sua
coordenação motora através de exercícios físicos apropriados à sua idade e que
proporcionem o aumento do seu repertório motor. Sendo assim, a ginástica
olímpica pode se incluir como uma atividade útil para tal objetivo. A
importância deste trabalho dá-se em função da deficiência dos métodos utilizados
hoje em dia para treinamento de atletas que priorizam apenas o treinamento das
capacidades físicas relacionadas à performance ,negligenciando muitas vezes o
treinamento das habilidades mentais. O projeto de Pesquisa foi submetido e
aprovado ao “Conselho de Ética em Pesquisa da Universidade Castelo Branco”,
atendendo às Normas Sobre Pesquisa Envolvendo Seres Humanos, que constam na
resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde, de 10 de Outubro de 1996. Esta
pesquisa se norteou através da avaliação motora comparativa entre 2 grupos de
crianças e a analise do seu processamento hemisférico funcional: grupo A -
praticantes de ginástica olímpica com um mínimo de um ano de prática, com duas
horas semanais de treino e estimulação associada à prática mental de 3 gestos
técnicos; grupos B - praticantes de ginástica olímpica com um mínimo de um ano
de prática, com duas horas semanais de treino (grupo controle). Foram realizados
testes de laboratório e campo que pudessem traduzir a prevalência hemisférica e
a aptidão motora das crianças: equilíbrio “Flamingo Balance Test”, de força
explosiva “Vertical Jump”, de agilidade motora “Shuttle Run” e de “dominância
hemisférica” CLEM, que fossem testadas suas habilidades e comparadas entre os
dois grupos. A pesquisa foi de delineamento experimental e o resultado obtido
analisado através do programa SPSS 15 onde se usaram as ferramentas descritivas
média, desvio padrão e escores máximos e mínimos, para estatística inferencial
se adotou a ferramenta ANOVA com valor p<0.05. Os resultados obtidos mostraram
melhoras no grupo A em relação ao B. Conclui-se que a prática mental se mostra
uma ferramenta promissora para uma performance motora favorável.


Autor:
  MARIO ROBERTO GUAGLIARDI JÚNIOR
  marioguagliardi@ig.com.br
Instituição:
  UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO - Rio de Janeiro (RJ)
Outras informações:
  Dissertação de Mestrado Apresentada ao Programa Stricto Sensu em Ciência da Motricidade Humana da Universidade Castelo Branco como requisito à obtenção do título de Mestre em Ciência da Motricidade Humana.
Orientador: Professor Dr. Vernon Furtado da Silva.
Co-orientador:Professor Dr. André Luis dos Santos Silva.


Termos de participação | Política de privacidade | Perguntas mais frequentes

|::::  Cooperativa do Fitness - Todos os direitos reservados ® BH - MG - Na internet desde 05/12/1999 ::::| Construído pela Casa de Bytes